Da aplicação do chá de Malagueta com Alho

No Sábado aspergi os feijões com a mistura das malaguetas, alho e ainda cerca de um litro de cinza, tudo diluido nums 10 litros de água. Como era provável que isto entupisse o  pulverizador, usei uma vassoura para chapiscar a mixórdia por cima das plantas.
Acabei por verificar que o líquido escorria muito facilmente pelos caules, quase como se estes estivessem impermeabilizados, pelo que grosso dos pulgões que ali estavam concentrados nem lhe sentiam o gosto. Juntei então à mistura cerca de meio copo de óleo de cozinha. O comportamento do líquido foi radicalmente distinto, agarrando-se fortemente à planta. As folhas ficaram brilhantes e os pulgões bem encharcados.
É por causa deste película de gordura que fica na superfície da planta que convém que esta esteja bem regada para minimizar o stress hídrico.

Os primeiros dados, dois dias após a aplicação do insecticida: a versão com óleo anda perto dos 100% de eficácia; a outra falhou quase completamente, notando-se apenas uma ligeira diminuição na vitalidade dos pulgões.
Vou esperar só mais uns dias para ver se não há efeitos secundários na planta por causa do óleo mas parece que temos uma receita vencedora.

Advertisements

One response to “Da aplicação do chá de Malagueta com Alho”

  1. Elisa says :

    Muito bom saber da receita…no ano passado e no 1ª ano da minha horta após ter o feijão verde grande e lindo foi atacado em grande pelo piolho. Este ano já vêm a nascer e vou-me precaver guardando esta receita.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: