Cheia

Já não via o Sousa assim há uns tempos, talvez já há uns dois anos. Com a chuva forte dos últimos dias e especialmente a de hoje, já galgou a margem e cobre parte do choupal e amial. Se ainda estiver assim amanhã de manhã e a chuva abrandar, vou fazer umas fotografias. Como já disse, apesar dos possíveis estragos que possa causar, gosto muito do rio assim.
Reparei, entretanto, que o amieiro que estava caído no meio do rio já seguiu viagem. Quando vivia em Matosinhos, ia muitas vezes à praia no Inverno e, não raras vezes, via alguns troncos, alguns enormes, jazendo na praia, arremessados pelo mar. Sempre me questionei como era possível que ali aparecessem. Recordo-me que trouxémos um tronco para casa que foi rachado e posto a secar. Quando o queimámos na lareira, crepitava e a chama era esverdeada, sem dúvida por causa do sal impregnado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: