Delicatessen

Os espargos, sob efeito destes primeiros ares de Primavera, começam a emergir do solo. De início tímidos, redondos e rosados, numa questão de dias passam a robustos caules verdes, com os gomos das folhas já destacados do corpo. Algures num ponto intermédio, são uma iguaria. E como qualquer bom garfo sabe, os turiões de espargo, acabados de colher e levemente salteados, juntamente com umas gotas de limão, são algo com que se sonha todo o ano e de que se disfruta apenas nestas breves semanas Primaveris.
É certo que, durante o resto do ano, os há enlatados ou importados do hemisfério Sul mas a verdade é que não há delicatessen como a nossa horta. Será talvez por isto que tantos ex-chefs se tornam produtores hortícolas, e que tantos hortelões são pequenos mestres cucas à hora das refeições.

Anúncios

5 responses to “Delicatessen”

  1. Elsa Castelo says :

    Para mim são a iguaria número 1 da nossa horta :)

  2. Filipe says :

    Nunca plantei espargos, queres dar umas dicas

  3. Ana Ramon says :

    Luciano, tenho aqui três plantações de espargos. Na primeira, feita há 3 anos já poderei apanhar os turiões mais à vontade. Antes desse tempo disseram-me que não se devem apanhar muitos para não enfraquecer a espargueira. Mas precisava que me dissesses como são os montes que fizeste por cima. Eu tinha os montes em terra e colhi espargos normalmente… Mas há uns meses disseram-me que esses montes devem ser feitas com areia (de rio para não ter sal) para os turiões crescerem à-vontade. Foi assim que fizeste?
    Um abraço

  4. Ana Ramon says :

    Ah… e quando os colhes para comer, costumas pôr umas horas em água fria? A minha nora que é belga disse-me que realmente os pais sempre que colhiam os espargos, metiam-nos dentro de um balde com água. Este pormenor escapa-me porque não encontro nada escrito sobre este procedimento

  5. Luciano says :

    Creio que os espargos são colocados em água para diluir algum do seu sabor amargo. Nós por cá não o fazemos porque os achamos óptimos assim mesmo – embora algumas variedades possam ter paladares diferentes. Os nossos são d’Argenteuil.
    Amanhã, com um pouco mais de calma, faço um resumo do cultivo dos espargos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: