Cúpula geodésica – maquete finalizada

Depois de mais um pequeno serão de volta das palhinhas, ficou pronta a maquete. Há alguns erros de precisão na furação, por causa da escala e das ferramentes artesanais, mas que não se traduzem em nada muito crítico na montagem, até porque as palhas são bastante flexíveis. Apesar desta flexibilidade, a estrutura final tem uma resistência surpreendente.
Numa instalação real, a base teria de ser bem fixada ao chão para repôr a rigidez da calota – a base é a parte menos rígida pois falta-lhe a outra metate da esfera para a travar. Os vértices são também partes a investigar melhor pois, para além de determinarem os ângulos de ligação das arestas, são pontos de grande tensão estrutural.
Agora vou estudar possíveis formas de a revestir, explorando o cenário de uma estufa.

8 responses to “Cúpula geodésica – maquete finalizada”

  1. Filipe says :

    Continuo a seguir interessado, fui ao site que indicas-te e fiquei preso ao modelo feito com bambus

  2. marta says :

    Vimos uma coisa destas na Islândia, não foi? Ou sonhei ou tenho esta imagem de erro na memória…

  3. Luciano says :

    Não tenho ideia disso, Marta. Das coisas estranhas que por lá vimos vem-me logo à mente aquele trampolim enorme, num parque de campismo, no meio do nada. E logo a seguir aqueles veículos anfíbios, metade barco, metade camião.

  4. Neftos says :

    gostei muito do resultado,
    já agora qual é o site que o filipe fala?

  5. Luciano says :

    Neftos: Desert Domes. Há uma abordagem ligeiramente diferente em StarDome, de uns japoneses, mas também com potencial.

  6. Neftos says :

    obrigada :)

  7. Marcio says :

    Boa Tarde, não estou familiarizado com esse blog, mas pesquisando no google entrei nesse link. Pelo visto o assunto já é bem ultrapassado, mas de grande interesse.
    Montamos uma geodésica de bambu e pretendemos projetar uma outra maior em Julho. Gostaria de saber qual o interesse de vcs na área?
    Vcs praticam Permacultura? Caminhei rapidamente pelo blog e achei interessante as observações e os comentários, com utilização de técnicas não prejudiciais ao ambiente e a reutilização de materiais considerados “lixo”. Fiquei mto curioso para saber melhor o trabalho de vcs. Grato!
    Marcio Y.

  8. Luciano says :

    Márcio,

    Agradeço o comentário.
    De facto procuro usar os conceitos de permacultura tanto quanto possível.
    O tempo que tenho para dedicar à quinta, para além dos afazeres profissionais, não é muito, portanto as mudanças acontecem muito lentamente.

    Fiquei curioso acerca do seu projecto da geodésica em bambu. Essa é uma forma de construção que planeio explorar, tanto mais que agora começo a ter bambus com alguma abundância aqui na quinta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: