O arejo

“Deu-lhe o arejo” – é a isto que se resume a explicação popular para todo e qualquer ataque de fungos. E, ao que consta, esta Primavera foi bastante arejada. Com o tempo relativamente quente e bastante húmido, estiveram reunidas as condições para a propagação e multiplicação dos fungos.

Por cá vitimaram cerca de metade das cebolas. As folhas cobriram-se de uma fina ‘poeira’, começam a emurchecer e em pouco tempo estavam tombadas e secas no solo. Os bolbos, claro, deixaram de crescer.

Os que se aproveitaram, ficaram a secar ao Sol para depois se poder sacudir a terra. Estas cebolas não se conservam muito tempo, porque, para além de serem poucas, têm a ‘epiderme’ pouco resistente e susceptível.

Claro que as podia ter chumbado com fungicida mas, para isso, mais valia comprar as do supermercado. A estudar: formas sustentáveis, saudáveis e simples de controlar os fungos.

6 responses to “O arejo”

  1. Filipe says :

    Para fungos, o mais saudável é a calda bordalesa, sulfato de cobre mais cal, bem cozida. Outro remédio também inofensivo, é o pó de enxofre. Há quem use o pó de enxofre molhável, misture com água e pulverize, eu prefiro o pó seco e sacudir com uma meia de senhora, o pó por cima das folhas. Estes dois tratamentos são incluídos também na agricultura biológica, por não deixarem residuos nas próprias plantas.
    Ando a ver se acordo no amador

  2. Luciano says :

    A calda bordalesa já a conheço, é o que uso nos tratamentos de Outono e Primavera das árvores de fruto. O enxofre nunca experimentei.
    Na horta, apesar de saber que são substâncias autorizadas na agricultura biológica, tenho alguma relutância em as utilizar. Os intervalos de segurança, entre a aplicação e o consumo, fazem-me torcer o nariz. Posso estar a ser exagerado, claro.

  3. Mariana says :

    pois, as minhas cebolas estão na mesma.A calda bordalesa é o que uso , não deixa de ser enxofre mas em percentagem mais reduzida.
    erva? este ano é uma fartura!! é o que a chuvinha fora de epoca tem feito, além de não deixar as rosas “brilharem” e as roseiras estarem cheias de cinza. Não conhecia o termo “arejo” já aprendi algo hoje.Se houver uma sugestão para as roseiras , aceito.Quanto as batatas doces bem que gostava de as saber fazer caramelizadas devem ser muito boas.Mariana

  4. Luciano says :

    É, sem dúvida, um ano muito verde.
    Tratamentos para as roseiras não conheço, que como se vê não sou grande especialista nisto de as manter saudáveis.
    Quanto às receitas, publico-as em breve! ;)

  5. António Assunção says :

    Olá. Tenho aprendido bastante neste “fórum”. Quem quer ter a amabilidade de me informar sobre qual o produto a utilizar nas fruteiras ( espec. pomoideas) agora no inverno, para combater a “bicharada”?- A calda bordalesa é indicada?
    Obg.

  6. Diana says :

    Olá.É bom saber que existe este forum :) Sou estagiária de Agricultura Biológica e acho muito importante o que se vê escrito por aqui :)
    Temos algo em comum, gostamos da natureza e de proteger a saúde humana!! Agora falando de mim…tenho um problema com as couves, qd as transplanto, passado uns dias algumas deixam de crescer e ao arranca-las da terra veem sem raíz, não sei como faço para as tratar, a horta nunca levou tratamentos de síntese…gostava que me dessem uma dica.
    Cumprimentos, Diana Silva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: