Melro, ex

Para grande desgosto meu, tenho um vizinho passarinheiro. Quando o vejo passar no carreiro do monte, com uma gaiola grande coberta com um pano negro, fico transtornado. Sei que leva um melro encarcerado e que, pior ainda, vai tentar armadilhar um outro, usando o chamariz. É um criminoso. Não no sentido figurativo mas no real sentido da lei, que protege esta espécie de ave.

Pior do que isto só mesmo descobrir que eu próprio sou a causa da morte de um melro. Como? Por ter esta casa. Tem janelas grandes que, com o reflexo do céu, confundem os pássaros e os fazem chocar violentamente contra os vidros. É incrível darmo-nos conta que tudo, tudo o que fazemos tem impactos. Literalmente, neste caso. Sinto-me uma espécie de criminoso passivo.

“Fate, it seems, is not without a sense of irony”

Alguém sabe como posso tornar as janelas à prova de pássaros desgovernados?

12 responses to “Melro, ex”

  1. Celia Regina says :

    Aconteceu aqui em casa tb., o remédio é deixar as cortinas fechadas, legal ter gente preocupada com a natureza, aqui no Brasil são bem poucas as pessoas preocupadas com isso. Portugal é tudo de bom! bj

  2. Esteva says :

    Avho que não é das janelas serem grandes, é mais do reflexo, pois também já me aconteceu… Mas eu tenho a sorte de não ter (ou não saber se tenho9 vixzinhos assim. Talvez as cortinas ajudem. Desejo-te boa sorte.

  3. sousas says :

    Aqui na holanda é um problema (visto termos vidros enormes)que facilmente se resolve colocando um autocolante com a forma de um passaro preto,porque?? nao sei mas é simples e que resulta resulta… Boa Sorte

  4. alix says :

    Good luck with trying

  5. Luciano says :

    Cá por casa não temos cortinas mas a sugestão da sousas é capaz de ser interesssante. E até vai dar uns serões divertidos com a Matilde a recortar umas silhuetas de aves. Imagino que uma rapinas sejam adequadas. Será que gatos também funcionam?

  6. Bi says :

    No dia em que fui conhecer a vossa quinta e como ainda não estava vedada totalmente, junto ao rio estava uma gaiola-ratoeira com um melro. O meu primeiro gesto foi soltá-lo. Que bem me soube!!! E que raiva, ao saber que, embora ao lado, ainda continuam!…..

  7. maria costa says :

    Desconhecia que os melros eram uma espécie protegida, ando sempre a aprender. Cá em casa, costumam passear-se muitas aves, incluindo vários melros. Adoro vê-los da janela a “almoçar” no jardim aos 4 ou 5 de uma vez. E felizmente, não tenho desses vizinhos, pelo menos que eu saiba!

  8. sara says :

    São encantadores. O meu avô (que era agricultor, com quem passei a minha infância) ensinou-me a distinguir o seu assobio. Ainda hoje se for ao pátio dos meus pais e ouvir um melro, fico ali a “falar” com ele um bocadinho…
    Na casa onde morava no Porto, havia um melro nas traseiras do quintal vizinho. Tinha piada que o seu assobio (embora inconfundível) tinha as mesmas notas, mas por uma ordem diferente! Acho que era a “pronúncia do Norte”.

    :D

    E esse vizinho havia de ficar preso numa armadilha também…

    Sara

  9. glaneuse says :

    pq n o denuncias. Não entendo??

  10. Luciano says :

    O nosso sistema judicial não é especialmente pedagógico e não estou a ver nada pior para deteriorar as relações entre vizinhos do que uma denúncia. Neste caso, acho que podem ser mais eficazes umas conversas a propósito do assunto.

    E é muito curioso esse conceito de pronúncia regional nas vocalizações dos melros, Sara. Será válida para outras espécies?

  11. glaneuse says :

    mas… n precisas ser tu… e se pensas q é realmente mau e se é realemente ilegal fazes uma denúncia não á polícia mas a uma organização ambiental ou de defesa dos animais

  12. Joval says :

    Vim parar a este site à procura de remédio para evitar o choque de pássaros contra vidros. É que, especialmente melros, continuam a morrer de encontro a uma janela que não é minha, mas sim do Estado, e talvez eu pudesse influenciar alguém para aplicar qualquer dispositivo que prevenisse mais mortes de aves inocentes. Dêem-me todas as sugestões que puderem, por favor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: