Urgência

Um pequeno tropeção enquanto corria, fez a Matilde bater com a cabeça contra a porta do quarto de banho. Não seria a primeira turra, e nada me faria suspeitar que, umas horas mais tarde, estaria ela a vomitar e depois a caminho das urgências pediátricas no hospital S. João.
Acabaram por ser quase dois dias lá passados mas o traumatismo craniano ligeiro parece ter-se dissipado e, com ele, toda a aflição, preocupação e até quase as memórias das cenas terríveis que nas urgências vimos ou ouvimos. Nas longas horas que passámos nas observações, quase me sentia culpado de ofensa quando conseguia fazer a Matilde rir, ante o cenário de consternação e dor de outros pais.

Como disse a Elsa, os filhos são capazes das maiores alegrias e dos maiores sofrimentos. Agora que sou pai, ainda mais admiro os meus.

Advertisements

4 responses to “Urgência”

  1. Nuno says :

    Fico contente que tenha corrido tudo bem.
    Quando temos filhos por vezes nos momentos mais felizes e despreocupados passa um calafrio momentâneo que nos lembra do que podemos perder de um momento para o outro.
    Por um lado parece algo mórbido mas por outro relembra-nos do que temos que aproveitar.

  2. alix says :

    Também estou contente de ouvir que resolvio-se bem! Faz lembrar que, o que nos achamos “normal”, realmente é sorte.

  3. Bi says :

    Já passou, felizmente!

  4. Joaoluc says :

    o_O

    :***

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: