Nuvens bébés

As nuvens bébés, por serem tão novinhas, não aprenderam ainda a voar. E por terem medo das alturas, deixam-se ficar cá em baixo, juntinho ao chão. Há quem lhes chame nevoeiro.

E a julgar pela quantidade de manhãs enevoadas que por cá temos, dir-se-ia que vivemos numa maternidade de cumulus, cirrus e nimbus.

Nestes dias, a nossa curva particular do Sousa fica ainda mais encantadora.

7 responses to “Nuvens bébés”

  1. sérgio says :

    já parece o Mondego aqui em baixo, serpenteando as serras para chegar cedo à Livraria

  2. neftos says :

    gosto muito da última fotografia
    :)

  3. Violeta says :

    Mas que manhãs maravilhosas! :)

  4. tete says :

    Como sempre a tua prosa poética aconchega-me o coração. As fotografias estão todas muito bonitas, mas a tua Elsa até parece um postal!

  5. tete says :

    É sempre bonito repor averdade, quando nos enganamos. Pelo sorriso da Elsa, no seu comentário, fui induzida em erro e pensei que a fotografia do rio tivesse sida tirada por ela. Desculpa e mais uma vez os meus parabéns! Parece mesmo um postal bucólico, lindíssimo e enigmático.

  6. Luciano says :

    está bom!
    agora sou eu que sorrio! :)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: