Milho amarelo

milho amarelo

Ontem semeei milho amarelo. Num talhão pequeno, aí com uns 50 metros quadrados, fiz oito linhas, à distância de 80cm umas das outras, e semeei-os em grupos de três e quatro grãos, com 25 cm de intervalo.
Daqui por duas semanas aproximadamente, quando o milho tiver uns 10cm de altura, vou semear feijão de trepar entre os pés de milho e abóboras entre as linhas. Esta é uma cultura em consociação típica, já usada pelos nativos americanos, e conhecida por “as três irmãs“. Para além de aumentar a produtividade, esta consociação facilita também o trabalho do agricultor: o milho serve de suporte ao feijão de trepar, não sendo por isso necessário estacá-lo, e as folhas das abóboras sombreiam o solo, reduzindo as perdas de água por evaporação e inibindo o crescimento de ervas daninhas.

7 responses to “Milho amarelo”

  1. Virgínia says :

    Tão interessante! não sabes como te invejo toda essa terra fértil e todo esse saber! Tenho um terreno (que não é só meu) grande onde quero muito começar a trabalhar, mas nem sei por onde começar! O solo é seco, cheio de pedras enormes, e neste momento só lá tenho algumas alfaces, tomates, abóboras e árvores de fruto… mas é tudo muito amador… conheces algum livro para principiantes?

  2. gintoino says :

    Já tinha pensado em plantar as “3 irmãs”, mas como não uso milho fiquei-me pelas “2 irmãs”, feijão (estacado) e abóboras. Funciona muito bem, o espaço é rentabilizado e a rega diminuida. Se calhar no ano q vem experimento as 3…afinal as minhas “miudas” devem agradecer milho organico em vez do milho transgènico (q é o unico q consigo encontrar)

  3. mary says :

    very interesting!

  4. Tété says :

    A fotografia é lindissima, cheia de luminosidades de tons dourados. O Avô Serafim diria isto, ou mais ainda. Teria muito orgulho no neto.

  5. Paula says :

    Este ano vou experimentar! Ainda bem que me lembrei deste “post”, já o tinha lido há dois anos, e que bom teres partilhado esta informação.
    Continuação de bom trabalho.

  6. Raquel Martins says :

    Espectacular! Parabéns pelo site e pela informação disponibilizada. Vou experimentar! Só há uma coisa que não percebi, as abóboras são semeadas entre as filas de milho e feijão, mas depois não se deixam caminhos para passar? Como é que mondam as teimosas ervas que teimem em aparecer?

    Obrigada pela atenção, e boas colheitas!
    Raquel

    • Luciano says :

      Na experiência que por cá fiz, só foi necessário mondar as ervas duas vezes, precisamente enquanto as abóboras estavam ainda pequenas e não sombreavam completamente o chão – nessa altura foi fácil andar entre elas. Quando cresceram de tal forma que impediam a passagem foi também quando reduziram imenso o aparecimento de mais ervas. Ou seja, é um sistema que funciona, de facto!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: