O correr da água

o correr da água

Depois da chuva, pouco menos que diluviana, das últimas horas, o Sousa inundou repentinamente as margens.
Leva tanta água e corre tão rápido que fascina na mesma proporção em que atemoriza, talvez até por isso mesmo.

Tenho tido uma manifesta dificuldade em manter o ritmo das actividades na quinta. Quem segue este blog, que é na essência um seu espelho, certamente já o terá constatado. Quero aproveitar estas férias para pôr mãos à obra.

Anúncios

2 responses to “O correr da água”

  1. bi says :

    Andas tão fugídio daqui, quase como as águas…

  2. Eugenia do Vale says :

    Feliz Ano Novo!
    que ele lhe traga tudo o que mais desejar.
    Não se preocupe também com tanta chuva pouco se deve fazer por aí.
    eugenia do vale

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: